Blog Esplay

Noticias, Famosos, Musica, Cinema, TV, Curiosidades, Esporte, Ultimas Noticias

Amor ao Contrario, capitulo 13

Capitulo 13






Marina: Q-quem é você?
Thales (avançando pra cima dela): Ninguém, apenas seu eterno amante…
Marina: Amante? Olha, eu não sou dessas não…
Thales: Eu sei disso. Me informei muito sobre você antes de te atrair para cá… Mas, quem te disse que eu queria ser o nº 2?
Thales tenta agarrar a moça, que outra vez se esquiva. Ela está suando frio. Na sua mente, várias perguntas ecoam ao mesmo tempo. “Quem é esse garoto”; “Como que ele chegou até mim”. “Será que ele vai fazer alguma loucura”.
Marina: Vem cá, garoto, quantos anos você tem? Por quê, pelo que parece, você já devia estar na cama uma hora dessas…
Thales pouco se incomoda com a piada da garota. Ele simplesmente ignora, respira, e continua, enquanto Marina fica cada vez mais pálida, à medida que o garoto vai contando a história.
Thales: Há há. Adoro um bom senso de humor. Mas não se preocupa não, que você não é a primeira a me dizer isso. Sei o que você deve estar pensando. Eu reconheço que não fui nem um pouco cavalheiro. Mas deixe apresentar-me. Meu nome é Thales. Thales Araújo de Rodrigues Souza. Eu, antes que venha com outra, tenho 20 anos. Eu sei, eu sei. Nem parece, né? Qualquer um daria 15, 16… Mas fazer o quê? Prefiro parecer um menino a um velho caquético. Como consegui chegar até você? Bem, isso eu ainda não posso te contar. Mas tenho certeza que sua amiga Isabela me conhece, e muito bem. Se você encontrá-la de novo, o que é meio difícil, diz pra ela que aqueles dois mil reais foram muito bem gastos.
Marina gela ainda mais quando ouve que dificilmente veria Isabela. Sua voz sai cada vez mais trêmula.
  Marina: C-como assim eu não vou vê-la mais? O que você vai fazer comigo?
Thales: Eu? Nada que você não queira…
Thales avança em cima da Marina, que desta vez não consegue se afastar. Ele começa a beijá-la a força. Ao ver que a menina tenta resistir, ele saca um pano com éter e o coloca no rosto da menina, que cai desacordada em poucos segundos. Thales então a arrasta para a cama da suíte, minuciosamente preparada para um0a barbárie…
Amanhece em São Tomás. O sábado é chuvoso na cidade. Em casa, Henrique está dormindo, pois havia chegado tarde. Gustavo está vendo desenhos na TV, enquanto Augusta e Leônidas estão na cozinha conversando.
  Augusta: Então, meu Leãozinho… Quando é que eu vou poder gritar pro mundo nossa paixão?
Leônidas: Já disse para esperar. Após o casamento eu faço questão de anunciar o nosso romance. E que história é essa de “leãozinho”?
Augusta: Uma das mulheres que o senhor namorou chamava o senhor assim. E eu nunca te vi reclamar. Como é que era mesmo o nome? Ah, é, Ivete.
Leônidas: A Ivete foi um caso a parte. E também, os tempos eram outros. Foi logo depois que eu te contratei… Ela vivia me chamando de “leãozinho”… Era uma descontrolada. No final, ela acabou fugindo com um muçulmano. Tomara que os dois tenham ardido no inferno, junto do Bin Laden. Mas vamos mudar o assunto. Não quero me lembrar da Ivete. Aquilo foi só um… um namorico.     
  Augusta: E a NOSSA relação? Também é só um namorico, Leônidas?
Leônidas (embaraçado): Mas de onde você tirou isso, meu amor? Você não confia em mim? Você não confia no amor que eu sinto por você?
Augusta: É cada vez mais difícil acreditar. Você sempre inventando desculpas pra não admitir o nosso amor…
A frase é interrompida por Leônidas, que a beija profundamente
Leônidas: Então, acredita no meu amor?
Augusta: Bom… eu…
Neste momento, Gustavo entra na cozinha, e os dois se separam rapidamente, com medo de serem flagrados
  Gustavo: Ô pai! Cadê o… –(Ele nota o clima estranho) – hã… o que é que vocês dois estavam fazendo?
Augusta (sem graça): Nós? Bom… nós estávamos… conversando. Apenas conversando.
 Gustavo: Então porque vocês estão assim?
Leônidas (igualmente sem graça): Assim como?
  Gustavo: Assim, ué, nervosos, suando… Aconteceu alguma coisa?
Leônidas: N-nada não, meu filho. Deixa pra lá.
Gustavo: OK… Cadê o Lucas? Ele disse que ia me ajudar com o dever de matemática.
Augusta: Mas o seu irmão tá numa reunião agora, e só chega de noite.
Lucas (aparecendo pela porta): Não estou e não vou. A reunião foi cancelada. A estrada até a cidade vizinha foi interditada. Parece que caiu uma ponte com a chuva…
Gustavo: Então você me ajuda com o dever?
Lucas: Claro. Mas antes, onde é que está a Marina?
Augusta: Sabe que eu não sei? Ela não passou a noite aqui.
Lucas: Estranho. Deixa eu ligar pro celular dela… Ué, desligado. Será que alguma coisa aconteceu?
Augusta: Não se preocupa não… Ela deve ter ficado presa na chuva e preferiu não pegar a estrada à noite. Já já ela tá chegando…
Mas o “já já” demora. E muito. O tempo passa vagarosamente para Lucas. A chuva cai cada vez mais forte, e o medo de que algo ruim tenha acontecido aumenta. Já passa de cinco da tarde, e Lucas está desesperado. Henrique, que havia acordado perto da hora do almoço, já tenta mobilizar uma equipe da polícia para procurar por Marina
  Lucas: E então? Alguma coisa?
Henrique: Nada. E eu temo que tenha pouco a se fazer. Só posso acionar uma equipe de busca com 24 horas de desaparecimento, ou seja, só amanhã posso iniciar a busca.
Lucas (gritando desesperado): Ah, meu Deus! Marina! Marina! Onde é que você tá, meu amor! Marina! Por favor…
Lucas começa a chorar no ombro de Henrique, que também está bastante preocupado.
  Henrique: Calma, Lucas… a gente vai achá-la.
Já é noite, e Lucas adormece rápido. Ele tem um pesadelo, onde vê Marina sendo assassinada depois de uma troca de tiros. Ele vê o seu amor caído, sangrando, enquanto o assassino foge sem ser preso. E ele sente Marina morrer em seu braços, sem ele poder ajudá-la. Ele então acorda.
  Lucas: Por favor meu Deus, proteja a Marina.
Marina acorda. Ela nota que não está mais no hotel. O quarto é bem maior e é muito bem acabado, com quadros de pintores famosos expostos na parede. Entre eles, uma réplica do “O Grito”, de Edvard Munch. Ela se sente como o rosto retratado, desesperada, com vontade de gritar. Thales então entra no quarto.
  Thales: Acordou, meu amor? Olha que eu não gosto de mulher preguiçosa não… Mas visto tudo que aconteceu, eu deixo passar. Vejo que gostou do quadro. Também gosto. Dá uma vontade enorme de se expressar, né?
Marina sente uma dor muito forte na virilha. Ela tenta se levantar da cama, mas é impedida por Thales.
  Thales: Calma, calma. Relaxa. Essa casa fica bem longe de São Tomás, perto de Teresópolis. Não tem como você fugir daqui. Ainda mais depois da noite agitada que nós tivemos…
Marina: O que você fez comigo?
Thales: Não se preocupa, nós vivemos momentos lindos este tempo que você passou comigo. Menina, sua “xoxota” é ótima…
  Marina: Não me diga que… – (ela sente novamente a dor, enquanto fica chocada) – Você… Você me estuprou!
Thales: Não fala assim. Afinal, você parecia muito à vontade durante todo o tempo. E como você não reclamou, achei que não tinha problema. Mas não se preocupa não, as camisinhas eram de ótima qualidade…
Marina vomita de nojo e começa a chorar. Ela havia sido estuprada várias vezes por Thales. Em casa, Gustavo se preocupa, pois não conseguiu fazer o dever de matemática que, por sinal, era de Amanda. A menina o obrigava cada vez mais a fazer os seus deveres. Na verdade, Gustavo fazia tudo por ela. Isso já se refletia em sua aparência, cada vez mais exausta e estressada. Lucas também estava cada vez mais desesperado, ainda mais com o pesadelo que tivera. Um novo dia amanhece. É domingo. Augusta tenta convencer todos que seria melhor irem à igreja, mas ninguém tem vontade de ir. Henrique está dando alguns telefonemas, com Lucas sempre ao seu lado. Ao desligar o celular, ele faz uma pausa e diz ao irmão:
  Henrique: Liberaram as viaturas. O mandato de busca já expedido. Estamos procurando por ela meu irmão. E eu te prometo que vamos achá-la.
Fiquem ligados no próximo capítulo de Amor ao Contrario amanha as 15h00 da tarde no horário de brasília aqui no Esplay
Clique aqui e veja todos os capítulos da web novela Amor ao Contrario já exibidos

Anúncios

Seu comentário não sera moderado nem excluído e não tem nem um código de verificação pra você colocar é um meio que o Esplay tem para saber sua opinião então facilitamos o máximo possível

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: